quarta-feira, 23 de abril de 2014

ENTRE O BEM E O MAL! 38º CAPITULO

ENTRE O BEM E O MAL!
38º CAPITULO
Pov. Bella
Meu coração batia acelerado, Edward trocou de roupa, tirou o moletom  e se vestiu de forma formal, olhei pra ele e pude ver novamente o homem frio, o criminoso que tentei prender por tanto tempo.
Sorri e abaixei a cabeça quando ele se aproximou...Segurou meu queixo e o erguei fitando meus olhos com intensidade...
_Conheço você o suficiente pra saber que tem alguma coisa perturbando essa cabecinha.
_Não é nada...
Tentei desconversar, mas Edward era esperto demais e me conhecia muito bem.
_Anjo, por favor!
_Não consigo enganar você não é?
Ele riu beijando meus lábios de leve, então percebi que mesmo diante da couraça de criminoso que ele agora vestia, estava ali o homem por quem me apaixonei, lindo e encantador.
_Você é muito transparente meu amor, impossível não perceber...
_Não é nada demais, é que vendo você assim, vestido como sempre se vestiu, não consegui não lembrar de quantas vezes tentei prender você...Mas não foi só a roupa, seu semblante mudou, seus olhos ficaram escuros, eu pude ver o chefe do crime na minha frente...
Ele me encarou espremendo os olhos...
_Mas é o que eu sou Bella, eu amo você, mas isso não mudou, continuo sendo quem eu sou, com uma diferença, você conseguiu me deixar mais humano, você conseguiu acalmar a fera em mim...
Meu coração acelerou, até então nós nunca tínhamos falado sobre isso, pelo menos não dessa forma...
_Eu não quero mudar você, a única coisa que me importa é viver com você e nossos filhos em paz...Longe dessa loucura toda...
_Pode ter certeza meu anjo que é tudo o que eu quero também...Bella eu vou fazer tudo pra trazer a paz que nós precisamos, nem que seja a última coisa que eu faça...
As palavras dele me fizeram tremer, de repente me deu medo, então me abracei a ele...
_Não fala assim Edward, isso me dá medo, não quero perder você.
_Você não vai me perder meu amor, nunca, eu amo você...
Seus lábios então tocaram os meus, um beijo longo, delicado, só assim pra eu sentir paz...
Fomos interrompidos pelo interfone tocando, eles haviam chegado. Edward segurou minha mão e fomos para sala, eu atendi a porta.
_Sam...Entrem...
Sam passou por mim e deu um meio sorriso, logo em seguida uma mulher esguia, loura e muito bonita o seguiu...era ela.
Fiquei parada um pouco a frente deles, Edward se levantou e me estendeu a mão, me juntei a ele...
_Uley, que surpresa! Olá Tânia, como vai?
Sam acenou com a cabeça e a loura sorriu...
_Melhor agora Ed, vejo que está sendo muito bem tratado aqui...
Disse olhando pra mim com desdém...
_Só uma correção Tânia, Edward e não Ed, acho que passamos desse nível...O que deseja?
Ela sorriu e não se deixou abater pelo corte de Edward...
_Ok querido, vamos ao que interessa o resto fica para depois...
Disse maliciosa olhando pra mim, e eu a encarei...
Edward segurou minha mão com força e eu olhei pra ele, então ele sorriu...
_Não existe depois Tânia, o que interessa é aqui e agora, o que você quer?
Ela olhou para o Sam que se adiantou...
_Ela se propôs a nos ajudar Cullen, se você der proteção a ela...
Edward riu...
_E por que isso agora Tânia, e o seu casamento com Savage? Pensei que fossem o casal perfeito...
_Éramos até você virar uma obsessão pra ele. Não suporto mais ver minha filha sofrer e chorar pelo desprezo do pai. Pode ter certeza Edward, nunca mais aquele miserável vai tocar a mão imunda dele em mim...
_O que você quer dizer com isso?
Ela riu...
_Vou dar a você o que sempre quis Edward, vou dar a você Savage em uma bandeja de ouro. Quero-o preso, ou morto não importa, contanto que ele se foda...
_E como pretende fazer isso?
Perguntou Sam serio, ele avaliava a postura dela, eu conhecia aquele olhar...
_Vocês conseguiram acabar com vários esconderijos e galpões dele, mas nunca chegaram nem perto dele...Uma coisa se tem que admitir, Savage é muito inteligente e esperto, é preciso mais do que o maior inimigo dele para pegá-lo...
_A esposa dele então?
Ela riu...
_A ex-esposa Edward , a ex-esposa...
_Ok Tânia, o que você tem pra nós?
Ela riu de novo...
_A toca do lobo está bom pra você agente Uley?
Sam riu...
_Queremos a toca e o lobo...
_Pois eu vou dar isso a vocês...Mas quero a garantia que Edward cuidará da minha segurança e da minha filha...
Edward olhou para Sam e sorriu...
_Mesmo depois da minha prisão definitiva, pode ter certeza Tânia, ninguém tocará em vocês...
Ela riu e encarou Edward...
_Você preso? Tse, tse, como se eu não te conhecesse...Grade nenhuma vai segurar você, nem as do FBI...
Ela disse e olhou para Sam que fechou a cara...
_O nosso foco é Savage, a prisão do Cullen não está em questão aqui.
_Como quiser agente Uley. Vamos voltar a Savage...
Eu me mantinha em silêncio apenas observava, cada palavra e movimento dela que também me analisava, seus olhos quase sempre pousavam sobre as minhas mãos e de Edward entrelaçadas...
Tânia entregou todos os passos de Savage, sua rotina real, e a forma como fazia para despistar o FBI e os homens de Edward, e principalmente seu verdadeiro endereço...
_Entreguei tudo a vocês, e espero ter o pedi...
Edward olhou para Sam que assentiu...
_Vou falar com Emmet, ele vai entrar em contato com você, tomará conta de tudo, não se preocupe...
_Confio em você...
Então ela olhou pra mim...
_Quanto a você Swan, como eu sei seu nome? Bem ele também não sai da boca de Savage...Ela riu e continuou... tirou a sorte grande, aproveite, ficou com o chefe do crime certo, ao contrário de mim, fiz a escolha errada...Podemos ir agente Uley?
Se virou e foi em direção a porta, mas um frio na espinha foi impossível de se evitar...Não se pelo meu nome na boca de Savage ou por ter a nítida noção de que Tânia está jogando, e pelo olhar dela para Edward, será uma pedra no nosso sapato...
Continua...



EU, VOCÊ E ELA! 11º CAPITULO

                                     

Capitulo 11 -> Divulgação e Férias

Kristen PDV.


Abracei a Laureen chorando do lado de fora da sala, mas eu estava chorando de alegria, o júri concedeu a guarda dela a mim.
-Ninguém nunca vai nos separar certo? Eu prometo. – Ela assentiu e me abraçou, depois dali fomos tomar sorvete de baunilha com cobertura de morango, o favorito dela, fiquei imensamente feliz, o Dean? Ele foi preso outra vez, dessa vez por tráfico de drogas e armas, Laureen disse que nunca mais queria ver a cara dele novamente.

(XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX)

Um tempo depois...

Estava tudo pronto para a divulgação de crepúsculo, Laureen estava animada, ela adorava essas coisas, e ela própria escolheu seu figurino de cada première.
Cada look um mais fofo que o outro, Laureen tinha seu próprio estilo, ela se vestia como se sentia bem e não como os outros a achavam, outro jeito meu, a première de Los Angeles estava quase na hora, Mike não quis ir só fomos eu e Laureen, chegando lá vejo Rob, com os cabelos bagunçados.
-ROOOOOOOOOOOOOOOOOOOB. – Gritou Laureen correndo até ele, ele a pegou nos braços e sorriu quando me viu.
-Oi. – Eu disse quase sem ar.
-Oi, ele respondeu. – Começamos a tirar fotos e o meu olhar para ele era visivelmente notável,  e quando nossos olhares se cruzavam eram como chamas acesas em mim, Robert despertava o meu lado mais insano.
Na hora das entrevistas cada um foi para um lado, e Laureen, bom... Ela também deu entrevistas e autógrafos né?
Depois de tudo isso nós voltamos para casa exausta, Laureen dormia como pedra em meus braços, a coloquei na cama e fui arrumar nossas malas, no dia seguinte iriamos a Londres, a cidade do Rob.

Robert PDV.

Estávamos no avião, eu estava louco para apresentar a Kristen a minha família, Mason sempre que me ligava me perguntava onde estava a Laureen, ele gostou muito dela, quando aterrissamos, eu mal podia esperar para chegar em casa, minha irmã Victória teve uma filha, chamada Mia, eu estava louco para vê-la, Kristen queria ficar em um hotel mas eu insisti que ela ficasse em minha casa.
-Sei não Robert! Não quero atrapalhar!
-Que é isso, minha família irá te amar. – Quando chegamos, minha mãe nos recebeu.
-Oi querido, como vai? – Ela perguntou me abraçando.
-Bem mãe!
-Ah e essa é a linda moça por quem você está apaixonado? – Ela perguntou.
-Oi? – Kristen disse e eu corei.
-Mãe! – Eu disse em um tom repreensivo e ela riu.
-Desculpe querido, vamos entrem e quem é essa linda? – Ela perguntou se referindo a Laureen quando entravamos.
-Eu sou a Laureen Jolie. – Lalie disse sorrindo. – Mas pode me chamar de Lalie
-Lalie que linda.
-Obrigada!- Laureen agradeceu corando, nós entramos e eu vi minha linda sobrinha Mia, ela era muito fofa e tinha apenas 2 meses, Laureen se apaixonou por ela e logo queria segura-la e ela segurava certinho.
A noite da première não foi muito agitada Laureen logo se arrumou e a Kristen também, seguimos juntos, mas voltamos separados.
No dia seguinte propus a ela, para irmos ao shopping de Londres, ela ficou com receio de perder a Laureen, mas eu assegurei que isso não iria acontecer, Laureen e Mason se deram muito bem, pareciam namoradinhos andando de mãos dadas.
-Isso aí Mason, está se dando muito bem...
A coisa mais fofa do mundo.
-Bonito Sr. Pattinson, fazendo com que minha filha vire namoradeira?- ela disse rindo e eu ri também.
-São só crianças, inocentes, elas nem sabem o que estão fazendo. – Depois disso voltamos para casa, curti o tempo que tinha com minha família antes de viajarmos outra vez, e foi mágico, Kristen se deu muito bem com as minhas irmãs e eu fiquei muito feliz, afinal, eu ainda tinha esperanças que Kristen namorassem comigo.


Kristen PDV.


Virada do ano, 2008 para 2009, em 2008 muita coisa aconteceu comigo, eu amadureci, passei longos 7 meses longe da Laureen, Dean voltou fazendo da minha vida um pesadelo, e fiquei famosa do dia para noite, Twilight foi um sucesso sem igual, agora todos sabiam o meu nome, a data de nascimento, onde nasci e tudo mais.
Tirei férias para passar com a minha família, Meus pais, Meus irmãos, Meus sobrinhos, Minhas cunhadas e minha filha, além da minha avó, e dos meus tios.
Adivinhe, Taylor seria papai outra vez, isso mesmo, Adriana estava grávida e o Taylor ficou feliz por isso, mas isso despertou da Lu o desejo de ter um irmão, todos os dias me pedia um irmãozinho, oh garota que gostava de criança, vou te falar.
-Mamãe, olha o que eu sei fazer. – Ela disse tapando o nariz e pulando na piscina.
-Ah que lindo meu amor.
-Eu quero fazer natação!
-Ah não, já chega, você já faz ginástica, atua, canta, dança e é modelo, natação não.
-Ah mãe! – Laureen já estava com 5 anos e com a sua idade aumentando, aumentava também sua capacidade de querer fazer mais alguma coisa, sua semana era sempre corrida.
Na segunda ela gravava algum filme, na terça fazia ensaios fotográficos, na quarta e na sexta ela fazia ginástica, na quinta ela ensaiava o canto, e no sábado ensaiava a dança, o único dia de descanso que ela tinha era o domingo, mas isso não impede a minha pequena na escola, ela é ótima, sempre tirando ótimas notas, claro ela é 1º ano alfa, normal tirar 10 em todas as matérias.
Eu ficava preocupada com ela, ela era só uma criança tinha que brincar e se divertir, mas ela tem talento em tudo que ela faz.
-Oh mãe, eu tô te chamando. – Eu estava tão distraída, que não ouvi ela me chamando.
-Desculpa meu anjo o que foi?
-Eu quero abrir uma escola de natação para as crianças que não tem dinheiro para pagar pra fazer, e nesse lugar eu quero que tenha também aula de ginástica e balé. – Sorri, ela tinha só 5 anos e 3 ongs abertas, ela abriu duas no Brasil, para crianças que não tem condições de pagar uma aula de teatro, a outra era para animais abandonados e a terceira, é simples, ela só a embaixadora mais nova da UNICEF.
-Que legal filha, quando voltarmos para Los Angeles, vamos ver se conseguimos fazer isso tá?
-Ela assentiu e voltou a correr com as primas.


Robert PDV.

Ano novo com a família, mais do que especial, minha sobrinha McKenna, meu sobrinho Mason e minha sobrinha Mia, acredite se quiser, isso não foi combinado, mas ficou legal, se eu tiver um filho eu gostaria de colocar o meu nome e se for filha, eu amaria colocar Violet Nicole, mas com certeza minha mãe vai querer colocar com M, para não quebrar a regra sabe?
-No mundo da lua filho? – perguntou meu pai se aproximando de mim.
-Nada pai, só nos nomes dos meus filhos.
-Você nem tem uma mulher ainda e já quer escolher o nome dos filhos? – Ri mal meu pai sabe que eu sou apaixonado pela Kristen. – Filho, eu sei que você é apaixonado pela Kristen. – Franzi o cenho, é meu pai sabia sim. – Filho ela tem namorada, eu podia falar pra você desistir dela, mas você é do contra, acho que o único motivo de você ter nascido homem, era porque queríamos mais uma menina. – Sorri.

-Brincadeira filho, só eu queria mais uma menina, sua mãe queria um menino. – Ri, meu pai tinha razão eu não sou do contra, eu apenas sigo o meu coração, eu amava a Kristen, e eu não desistiria dela tão fácil.

terça-feira, 22 de abril de 2014

AMIZADES QUE MARCAM...VIDAS QUE SE UNEM...ISSO É AMOR!

ANTES DE FALAR QUERO QUE VEJAM ESSA IMAGEM...


ESSA FOTO FOI TIRADA PELO MEU MARIDO EM UBAJARA-CE, ONDE PASSAMOS A SEMANA SANTA...O LUGAR PERFEITO, ONDE O TOQUE DE DEUS É SUTIL E AO MEU MESMO TEMPO INTENSO...

O QUE EU QUERO DIZER COM ESSA IMAGEM?
SIMPLES...
ASSIM COMO A ÁGUA QUE CORRE CONSTANTE FORMANDO ESSA CACHOEIRA, É MINHA FELICIDADE EM TÊ-LAS TODOS OS DIAS AQUI...
ASSIM COMO ESSA ÁGUA ONDE ME BANHEI, É MEU CARINHO POR VOCÊS...

MUITA OBRIGADA PELO CARINHO E DEDICAÇÃO A ESSE CANTINHO E A MIM...
OBRIGADA PELAS MENSAGENS LINDAS DE ANIVERSÁRIO NO MEU FACE, TWITTER E AQUI NO CHAT. AMO MUITO VOCÊS...




BEIJOS DANA!

EU, VOCÊ E ELA! 10º CAPITULO


                                          

Capitulo 10 - > Pesadelo.

Kristen PDV.

Deixei a Laureen com os meus pais, ela estava dormindo, ela ficou muito confusa, não entendia porque o Damiano era o pai dela e o Dean também, Dean estava do mesmo jeito, com aqueles olhos azuis, aqueles olhos azuis que eram idênticos aos de Laureen, sempre que eu olhava direto aos olhos dela, lembrava-me dele, com tempo fui esquecendo, claro, mas agora ele voltou, meu pesadelo voltou.
Dirigi pela cidade com o carro da minha mãe e fui para casa do meu melhor amigo.
Toquei a sua campainha e ele atendeu.


Robert PDV.


Eu estava no apartamento sozinho, Tom havia saído para mais uma noitada com mulheres e bebidas, como ele conseguia isso? Sério mesmo! Eu sempre quis ter uma família, sempre quis ter um filho e tudo mais, mas meu amigo era totalmente diferente, preferia sair por aí e tal.
Sentei-me no tapete da sala e olhei alguns filmes, vi o primeiro filme que a Laureen fez, coloquei-o e comecei a assistir, sorri ao vê-la na cena, como era possível um bebê de um ano, saber atuar tão bem?
A campainha tocou e eu imaginei que era o Tom, mas quando abri a porta fiquei surpreso com o que vi.
-Kristen?
-Rob! – Ela disse em um tom repreensivo e tapando os olhos, só então notei que eu estava de cueca Box branca.
-Ah desculpa, entra que eu irei me trocar. – A guiei até o sofá e eu corri para o meu quarto e vesti só uma calça, quando eu voltei ela fitava o chão.
-O que aconteceu?
-O Dean? Ele saiu da prisão! – Pela forma que ela pronunciou aquelas palavras deviam ter cortado a garganta dela, pois aquilo doeu em mim.
-Como?
-O Dean, ele voltou. – Ela começou a chorar e eu a abracei aconchegando – a em meu peito. – Eu estou com medo, estou com medo que ele leve a minha menina embora, eu não quero que ele a leve, ela é tudo pra mim Rob! – Ela chorava se agarrando mais a mim, ela estava com medo, medo do Dean.
-Hey Calma, tudo vai ficar bem, ele não vai tirá-la de você.
-Promete?
-Não. – Ela levantou a cabeça me fitando. – Não posso prometê-la. – Ela suspirou, fiquei admirado com aqueles lindos olhos verdes, ficamos nos encarando e eu não resisti a beijei com toda a paixão, minha língua e a dela travavam uma luta, até que nos separamos para recuperarmos o folego.
-Me desculpa, eu não posso. – Ela se levantou e saiu do meu apartamento.

Kristen PDV.

Há duas semanas eu estava sem ver o Rob, depois do “acidente” entre nós, Dean também desapareceu, e Laureen finalmente entendeu o que aconteceu entre mim e o Dean e ela tem profunda raiva dele por isso, agora eu teria que leva-la ao psicólogo, ela se culpava pelo que aconteceu, ela descobriu também que tinha uma irmã, que morreu quando nasceu, e ela também disse que o pai verdadeiro dela é o Damiano que o Dean não é nada para ela, eu estava no quarto dela, penteando seus cabelos ( que eram iguais aos meus) o qual eu tinha acabado de lavar quando a campainha tocou, ela estava com seu roupão da Hello Kitty.
-Querida fique aqui certo. – Ela assentiu e eu fui atender a porta, um homem de terno preto todo bem arrumado atendeu a porta.
-Senhorita Kristen Jaymes Stewart?
-Sim!
-Tenho esta intimação para a senhorita. – Ele disse me entregando o papel.
-Ok obrigada, abri o papel e era uma intimação, era na verdade uma carta, a qual dizia que o Dean queria a guarda da Laureen.
Sentei-me no sofá e ao ler a carta inteira entrei em desespero, Mike entrou no apartamento.
-Querida o que aconteceu? – O abracei e chorei.
-Mike, o Dean quer a guarda da Laureen.
-Dean? – Contei toda a história para ele e ele ficou pasmo. – Kris porque não me contou isso antes?
-Eu não tive coragem Michael!
-E agora esse tal de Dean está de volta e quer a guarda da Lalie? – assenti. – Puta Merda.
-Tio Mike, xingar é feio! – Disse Laureen entrando na sala. – Mamãe porque tá chorando?
-Ah meu amor. – A abracei o mais forte que eu pude. – Lembra-se do Dean? – Ela assentiu. – Ele quer me tirar você, quer que você vá morar com ele.
-NÃO, NÃO MAMÃE, EU NÃO VOU. – Ela gritou e eu abracei mais forte ainda.
-A mamãe também não quer que você vá.
-Não, ela não vai. – Falou Mike se levantando. – Eu não vou deixar. – Laureen correu e abraçou o Mike que a pegou nos braços.
-Promete tio Mike?
-Prometo! – Eles se abraçaram e eu amei ver aquela cena, foi como um calmante.


Duas Semanas depois.

Eu e o Dean já tínhamos dado a nossa versão da história, claro, eu contei sobre ele ter me estuprado e coisa e tal e ele disse que eu o seduzi, Ok né? Agora era a vez das testemunhas, as testemunhas dele eram a Sarah, e mais alguns amigos e a as minhas, Rob, Michael, minha mãe, meu pai, meus irmãos, minhas cunhadas...
Cada um contou a sua versão da história, eu estava super tranquila e o Dean também, até a hora que o juiz quis ouvir a Laureen.
-Laureen, esse é seu nome certo? – Ela assentiu a pergunta que o advogado do Dean fez. – Então conta pro tio, mas sem mentir tá bom? – Ela assentiu. – Você conhece aquele moço? – Ela negou.
-Ele diz que é meu papai, mas o meu papai se chama Damiano.
-Porque o seu papai se chama Damiano?
-Porque papai é quem cria e quem reconhece e não quem faz!
-Aí está uma prova que a Kristen é irresponsável, ela contou a uma criança de 4 anos que foi estuprada, ou seja mentiu para filha.
-Não mentiu nada! – Disse Laureen. – Ela não mentiu minha mamãe não mente pra mim.
-Ela lhe disse que seu pai era o Damiano não foi?
-Sim, mas foi porque eu não entendia, eu era pequena. – O Advogado do Dean se sentou e foi a vez do meu advogado fazer perguntas a ela.
-Laureen, a sua mamãe cria você bem? – Ela assentiu.
-Sim, ela é a melhor mãe do mundo.
-É verdade que ela não quer que você seja atriz? – Ela assentiu outra vez.
-Ela sempre me diz que quer que eu cresça mais um pouquinho porque eu só tenho assim. – Ela mostrou 4 dedinhos. - Mas eu disse que eu quero ser atriz, modelo e cantora, a mamãe fica muito preocupada, mas ela não me impede de seguir atrás dos meus sonhos, ela me ajuda.
-PROTESTO. – Berrou o advogado do Dean. – Está claro que a Kristen Stewart, deixa a menina ser atriz para se sustentar com o talento dela.
-Meritíssimo a senhorita Kristen Stewart também é atriz, ela não tem porque se sustentar explorando a filha. – Defendeu-me meu advogado.
-Negado. – Falou o juiz e o advogado do Dean se sentou bufando.
Terminaram as perguntas e o júri se reuniu para dar o veredito, minha mãe e a Ana levaram a Laureen para tomar sorvete, para não deixa-la dentro da sala com aquela tensão toda, eu fuzilava Dean com o olhar.
-Meritíssimos, o Juri já tem o veredito. – Todos ficaram de pé. – Juri declara que a guarda da menor Laureen Jolie Marano ficará com...



segunda-feira, 21 de abril de 2014

EU, VOCÊ E ELA! 9º CAPITULO

                                           

Capitulo 9 -> Dean está de volta



Kristen PDV.

Quando voltei de Vancouver resolvi viajar com o Mike, passar mais tempo com meu namorado seria bom, e depois dessa viajem minha linda já estaria de volta, viajamos para o Alasca.
-Vamos esquiar princesa? – Michael me chamou.
-Sim! – Saímos para esquiar com a família do Mike, eram legais, tiramos algumas fotos e logo voltamos para o hotel e vi 16 chamadas perdidas da minha mãe retornei para ela atendeu.
-Alô?
-Oi mãe você me ligou?
-Na verdade não, foi a Laureen, ela já chegou tentou falar com você, mas não conseguiu, tá no quarto se acabando de chorar.
-Ah mãe, me deixa falar com ela. – Em poucos minutos ouvi a voz da minha menina.
-Mamãe, porque não atendeu o celular? – Seu tom era de reprovação, ri disso ela era igualzinha a mim quando eu tinha a sua idade.
-Oi meu amor, eu senti sua falta também? – Ela gargalhou gostoso do outro lado.
-Desculpa mamãe, mas eu fiquei bravinha pú que tu num atendeu.
-Desculpa meu amor mamãe tava esquiando, e deixou o celular no hotel.
-Quando você volta?
-Amanhã princesa!
-Mas tá muito longe, mamãe volta hoje.
-Não dá princesa tem que ser amanhã.
-Ta bom, te amo! – Ela falou dengosa.
-Eu também minha princesa. – Ela desligou o telefone.
-Amanhã? – Disse Michael atrás de mim.
-Você tá ai a quanto tempo? – Perguntei
-Tempo suficiente para ouvir você dizer que vai voltar amanhã, Kris o combinado era uma semana. – Porcaria, o combinado seria só uma semana mesmo, e só ficamos ali 3 dias, eu entendia o Michael, mas eu estava morrendo de saudades da Laureen.
-Mike eu...
-Tudo bem Kris...
-Tudo bem?
-É eu conversei com minha mãe e ela disse que eu era bobo e infantil por brigar com você por causa da Laureen, ela é uma criança, ela é sua filha, decidi que não vou mais dar crises de ciúme certo?
-Certo! – Sorri e beijei-o, não um beijo de verdade um normal. – Vamos amanhã? – Ele rolou os olhos.
-Vamos. – O abracei e fomos dormir, no dia seguinte eu estava mais do que ansiosa para ver minha nanica, pegamos o avião e eu dormir a viajem inteira acordando apenas quando cheguei lá, Mike me levou para casa.
-LAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAALIEEEEEEEE. – Gritei entrando na casa da minha mãe.
-Calma. – disse Cameron. – A Sarah a levou.
-Como assim? Cam foi você que deixou?
-Ela é a avó da Laureen, e eu não sabia que você voltaria hoje.
-Ah Cam. – Saí de lá, peguei a moto do Cam (É eu sei pilotar uma moto, só não tenho carteira pra isso) segui para casa da Sarah, toquei a campainha várias vezes e quase caí para trás quando a porta se abriu...

Não é possível não acredito que depois de quase 5 anos ele está de volta a minha vida, fiquei parada encarando aqueles brilhantes olhos azuis, olhos dos quais eu me lembrava todos os dias ao olhar para a Laureen.
-Dean? – Falei quase sussurrando, ele sorriu.
-Como vai Kristen? – Fiquei sem respirar, estava completamente nervosa, Sarah havia levado a Laureen para perto do Dean, porque ela fez isso?
-Mamãe. – Gritou Laureen correndo até mim, peguei-a em meus braços como se alguém quisesse tirá-la de mim. – Esse moço falou que é o meu papai, e a vovó Sarah disse que é verdade, fala pra eles mamãe, fala pra eles que o meu papai é o Damiano e não ele.
-Isso mesmo Kristen, iluda a nossa filha outra vez, ela passou a vida dela acreditando que o pai dela era o meu pai, agora conte a ela. – Fiquei paralisada com a cena, eu não sabia o que fazer, aureen era muito nova, não sabia de quase nada da vida, como eu explicaria para ela o que aconteceu comigo? Como eu falaria com minha filha, que ela é fruto de um pesadelo.
-Dean, preciso de um tempo.
-Você teve tempo suficiente.
-Dean, por favor, ela é só uma criança, ela não entende o que se passou.
-MAS VOCÊ TEM QUE CONTAR, ELA TEM QUE SABER! – Ele gritou e eu me encolhi abraçando minha filha.
-PARA DE GRITAR COM MINHA MÃE! – Laureen me defendeu, saí de lá o mais rápido que pude, coloquei a Lureen na garupa da moto e saí de lá o mais rápido que pude, quando cheguei meus pais e o Cameron estavam na sala.
-Até que fim, levou a minha moto não sei pra onde e aí eu não pude ir pra casa, bonito dona Kristen.
-Não tem perna não? – Subi as escadas com a Laureen agarrada a mim, lembrei do que passei antes de voltar para casa e lágrimas teimosas rolaram pelo meu rosto.
-Mamãe o que aconteceu? Porque aquele moço disse que eu era filha dele? – Entrei em meu antigo quarto com ela e a coloquei na cama, suspirei.
-Laureen, aquele moço é o seu pai.
-Não é não mamãe. – Suspirei outra vez.
-Antes de você nascer, aquele moço fez uma malvadeza comigo, e por causa dessa malvadeza ele ficou preso.
-Então o papai Dam é o que meu?
-Seu avô... Mas olhe, o seu pai Damiano, gosta de você como uma filha, nunca diga que ele não é seu pai, porque ele é seu pai sim.
-E aquele moço?
-Ele é e não é o seu pai. – Ela franziu o cenho. – Quando você crescer mais um pouquinho você vai entender. – Laureen me abraçou forte.
-Mamãe, não se preocupa eu sempre vou gostar de você, você é tudo pra mim e não importa o que aquele moço mal me disse, você é minha heroína. – Ela adivinhou que estava preocupada com isso.
-O que ele te disse?
-Ele falou que você que colocou ele na cadeia, e que por isso ele não pode ser meu pai. – Que mentiroso, o Dean não quis registra-la disse que não queria nenhuma responsabilidade com qualquer coisa que seja.
-O que mais ele falou. – Ela começou a chorar.
-Ele disse que iria me tirar de você mamãe, não deixa, eu não quero morar com ele não, eu quero morar com você, não deixa ele me levar não mamãe. – Ver minha filha chorando daquele jeito partiu meu coração.
-Eu prometo minha linda, prometo que a mamãe não vai deixar ele te levar embora viu? – ela assentiu, Dean não iria levar a minha filha, ela nunca sairia do meu lado NUNCA.


quarta-feira, 16 de abril de 2014

SEU SORRISO...SEU CABELO VERMELHO...VOCÊ!

TÃO LINDA...

AGORA ELA É NOSSA PEQUENA SEREIA!

Link permanente da imagem incorporada

Link permanente da imagem incorporadaLink permanente da imagem incorporada



SO BEAUTIFUL!

IMAGENS VIA TWITTER POR MINHA AMIGA INGRYD PATTINSON...

terça-feira, 15 de abril de 2014

A PÁSCOA ESTÁ CHEGANDO...

QUE ESSA SEMANA SEJA CHEIA DE PAZ, MUITA PAZ...


A PÁSCOA ESTÁ CHEGANDO E COM ELA, O TEMPO DE REVER NOSSAS ATITUDES E PEDIR MUITA PAZ A NÓS E AS PESSOAS QUE NOS CERCAM...
É HORA DE RENOVAÇÃO...
RENASCIMENTO!

PARE E PENSE...
REFLITA...
ESSE É O TEMPO!

BEIJOS DANA!

E AMORES ESTOU SAINDO AMANHÃ PARA CURTIR MINHA FAMÍLIA EM UMA VIAGEM, CURTIR O FRIO DA SERRA, ANDAR DE BONDINHO, TIRAR FOTOS EM FAMÍLIA E NAMORAR MUITO...
ENTÃO, ATÉ DOMINGO ESTAREI POSTANDO OS ÚLTIMOS CAPÍTULOS DA FIC "EU, VOCÊ E ELA!".(PELO MENOS VOU TENTAR POSTAR, POIS VOU RECORRER AO CELULAR PRA FAZER ISSO, E REZAR PRA NET ONDE EU VOU FUNCIONAR)
POR ISSO, DESEJO DESDE JÁ UMA FELIZ PÁSCOA E ATÉ A VOLTA...

PS: SE TIVER SURTO E EU NÃO POSTAR, OU FICAR SEM NOVIDADES, DEIXEM PRA MIM, POR FAVOR, SURTO ATRASADA, MAS SURTO DO MESMO JEITO....KKKKKK

JÁ PENSOU UM SURTO E EU SEM CONSEGUIR VER, KKKK EU MORRO...

BEIJOSSS! AMO VOCÊS!


KRIS NO SET HOJE...VERMELHÔ, LINDA!

MUITA LINDA...VERMELHINHA....











                         
                 








PERFEITA!!!


Todas as imagens AQUI

Via twitter por minha amiga Katia...

segunda-feira, 14 de abril de 2014

SEMPRE JUNTOS...SINCRONIA ROBSTEN!

NOVAS FOTOS DE SILS MARIA...
TRAILER DE MAPS...
TUDO NO MESMO DIA...JUNTO E MISTURADO...ADOORO!




LINK DO TRAILER AQUI

BEIJOCAS! DANA

Imagens via Twitter

EU, VOCÊ E ELA! 8º CAPITULO

Capitulo 8 – O que aconteceu de verdade!

Robert PDV.

Segui atrás da Kristen, com certeza ela estava chorando, bati no quarto dela de leve e nada dela atender quase derrubei a porta.
-Aí Porra, eu estava dormindo sabia? – Ela disse atendendo a porta.
-Posso saber por que a senhorita saiu do set correndo e chorando?
-Humpf... Laureen vai ficar mais seis meses no Brasil! – Ela disse já chorando.
-Ah era só isso!
-SÓ ISSO? EU VOU FICAR 6 MESES SEM MINHA PEQUENA!-Eu ri. – QUAL A GRAÇA?
-Você.
-Ah, por favor, né? Se você veio para achar graça do meu sofrimento pode ir embora Pattinson.
-Calma Stewart, eu vim aqui só para ver como você tá, fiquei preocupado. – Ela me abraçou desabando em lágrimas.
-Eu quero minha menina, minha menina. – Entramos, e sentamos na cama e ela começou a me contar coisas que a Laureen aprontava.
-Um dia, logo que comecei a namorar Michael! Eu e ele iriamos sair sem ela, e ela fingiu que estava doente, botava a mão na barriga e a outra na testinha, fingindo que gemia de dor!
-Quantos anos ela tinha?
-Acredite se quiser, ela tinha dois anos.
-Só? – Ela assentiu.
-Minha menina. – Ela disse suspirando e voltando a chorar.
-Não chora Kristen, pensa pelo lado positivo, ela está progredindo na carreira.
-E deixa a mãe dela aqui sofrendo com sua ausência?
-Kristen deixe de bobagem, ela só tem 4 anos, vai ser bom para ela fazer trabalhos em outros lugares do mundo. – Ela suspirou.
-Você tem razão não é? Assim eu me acostumo a sair sem ela
-E que tal passearmos no parque? – Sugeri e ela serrou os olhos.
-Passearmos? Sei não Rob a Lalie... Tá vamos.

Kristen PDV.

Era bom passear com o Robert ele me ouvia, me entendia e era completamente diferente do Mike, ele era carinhoso com a Lalie, atencioso comigo além de ser muito lindo, PARA... Kristen Stewart você tem namorado e você o ama não ama? Certo eu o amo, mas enfim, o fato é que eu estava passeando com o Robert e contando histórias da Laureen.
-Teve uma vez que eu minha prima fomos ao shopping, a Laureen só tinha 3 ou 2 anos, e como ela anda saltitando, bateu com a cabeça no retrovisor de um carro branco. – disse entre risos – Cresceu um galo enorme na cabeça dela. – Eu disse ele riu.
-Desculpa, eu estou falando muito da Laureen não é?
-Não... Eu gosto quando você fala  dela, seus olhos brilham, e você fica mais feliz. – Sorri.
-Ela é a minha vida, e não me importo com o que os outros digam, se dizem que eu sou muito nova, se dizem que ela estragou a minha vida... Eu penso que ela foi um milagre que Deus me mandou.
-Nossa, essa foi profunda. – Ri. – Crianças para mim é uma maravilha, eu amo crianças, e meu maior sonho é ser pai! – Sorri outra vez, Michael e eu nunca pensamos em ter um filho nosso, mas pela forma que ele é com a Laureen, eu fico com receio, acho que ele não seria um bom pai.
-Eu adoraria ser mãe outra vez, mas... – Fiz uma pausa longa, certo já se faziam 4 anos desde que tudo aquilo aconteceu comigo, mas eu tinha que esquecer e superar certo?
-Mas? – Olhei para ele e vi que nele eu poderia confiar e contar o que realmente aconteceu comigo, mas eu acho que àquela hora seria errada, não era o momento certo.
-Esquece... – Suspirei.
-Posso tentar uma coisa com você? – Olhei para ele outra vez e eu já sabia o que ele queria.
-Sim, pode me beijar. – Ele se aproximou e me beijou, o que eu estava fazendo? Michael era meu namorado... No instante em que sua língua tocou a minha não pensei em mais nada, ele me pegou em seus braços e me levou para o seu quarto, ele me colocou com delicadeza na cama, e quando notei que a coisa ia ficar mais intensa, parei.
-Para, Para, Para, por favor. – Ele me olhou assustado. – Me desculpa.
-Eu sei, é por causa do Michael? – Suspirei outra vez.
-Não, é que... – Fiquei tímida, não sabia se contava ou não, achei melhor não contar. – Ah esquece.
-Agora eu quero saber! – Suspirei!
-Tá legal, eu nunca contei isso pra ninguém, só minha família sabe, e eles guardam segredo, quero que minha filha fique sabendo da história, quando tiver maturidade suficiente para entender.
Quando eu tinha 08 anos, meus pais se mudaram, a vizinhança era legal, e o vizinho que meu pai mais conversava era o Damiano... – Suspirei – Ele tinha vários filhos, mas a maioria era adotada, Dean era um dos filhos biológicos dele, tinha a mesma idade que eu, sempre brincávamos juntos, por causa das irmãs dele... – Pausa – Fomos crescendo e ele foi dizendo que era apaixonado por mim, até que um dia... Não sei como... Ele entrou no meu quarto e... – Não consegui terminar, Rob pela sua expressão já devia ter entendido o que se passou naquele dia, comecei a chorar lembrando aquele dia.
-Ele te estuprou? – Assenti.
-Mas não chegou a penetrar em mim... Não sei como, mas fiquei grávida! – Ele me abraçou e não sei o motivo (é eu nunca sei de nada) me acalmei ali no seu abraço. – Eu ainda sou virgem Rob! Na hora do parto das minhas pequenas, tiveram que fazer uma cesária, elas com só 7 meses dentro de mim... Todos colocaram na minha cabeça para aborta-la, eu tentei duas vezes, mas não consegui, quando iria abortar pela terceira vez, parei e pensei! – Abortar a minhas pequeninas? Abortar esses serezinhos que não tem culpa de nada? Eu não seria esse monstro... Eu iria dar a elas a chance de ser feliz, não comigo, uma menina, uma criança cuidando de outras crianças, não daria certo, eu iria entrega-las a mãe do Dean, a Sarah, mas quando eu a peguei em meus braços, tão pequenina, tão indefesa e frágil, percebi que o lugar dela seria comigo, ela era minha, ninguém a tiraria de mim, depois daquele dia em que decidi ficar com ela, foram só pessoas dizendo – me que eu fiz uma burrada, me dizendo que eu não teria como curtir nada, já que tive uma filha, quando eu viajava com a família dela as “Irmãs” dela me chamavam pra sair e eu não podia, na verdade eu não queria sair e deixa-la, tinha medo que alguém a levasse pra longe de mim... E agora ela está crescendo, tenho medo de não fazer o trabalho direito, o trabalho de ser mãe.
-Mas porque você falou no plural e depois passou pro singular?
-Eram duas meninas, iriam ser Laureen e Jolie, mas uma não resistiu.
-Mas é claro que você está fazendo o trabalho direito... E onde está o Dean?
-O Damiano o mandou para a cadeia, ele nunca foi de passar a mão na cabeça dos filhos quando eles estavam errados, até hoje ele estar lá, a única pessoa que o visita é Sarah, com certeza ela leva fotos e vídeos da Laureen para ele.
-E o Damiano? Porque ele é o “pai” da Laureen?
-Ele me pediu, disse que se eu precisasse de qualquer ajuda, ele poderia ser o pai da Lalie, ele dar a pensão alimentícia, e a leva para as viagens que faz, e as vezes ela passa o final de semana com ele.
-Isso é bom! Quer dizer... Ele te ajudando. – Robert disse.
-É graças a Deus, minha família e a família do Dean me ajudam com ela... Bom vou pro meu quarto. – Me levantei e ia saindo quando ele me chamou.
-Kris... – Me virei para ele.
-Para o que precisar eu estou aqui certo? – Assenti e sai seguindo para o meu quarto no hotel, no dia seguinte já voltaríamos para Los Angeles, a diferença é que meu anjo não estaria lá, quando eu voltasse.


domingo, 13 de abril de 2014

NEM TÃO LONGE...EXISTEM OS IPHONES! ROBSTEN É ASSIM...

LONGE DE DRAMAS...ESSE CATINHO NÃO TE PERTENCE!

AQUI FALAMOS DE AMOR...
E AMOR TAMBÉM SE FAZ PELO IPHONE!



É SEMPRE ASSIM...SE ESTÃO SOZINHOS, IPHONES NA MÃO...

SÓ UM DETALHEZINHO...EU JÁ POSTEI, MAS VOU POSTAR DE NOVO, QUEM SABE FICA CLARO, BEM CLARO, COM QUEM NOSSA MENINA FEZ SUA FESTA PARTICULAR DE NIVER...

HMMM ADOORO ISSO ROBSTEN!

BEIJOS! BOM DOMINGO!

ENTRE O BEM E O MAL!37º CAPITULO

ENTRE O BEM E O MAL!
37º CAPITULO
Pov. Narrador
O interfone tocou, Bella sorriu olhando para Edward deitado ao seu lado e se levantou...Atendeu e foi pra sala...
_Rose!
Rose sorriu.
_Oi amiga vim fazer uma visitinha...
Bella olhou para amiga rindo.
_Adorei a visita, vem senta....
Rose se sentou olhando para a porta do quarto...
_Não atrapalhei nada não é?
Bella espremeu os olhos balançando a cabeça...
_Não engraçadinha...O Edward está dormindo, e eu já estava acordada...
Rose riu...
_Tse,Tse! Sei, o sono depois do amor, sei bem como é...
_Rose chega! Ok?
Rose não parava de rir...
_Ta bom, prometo me comportar...
_Vem, vamos para a cozinha, vou preparar alguma coisa para comermos.
As duas foram para a cozinha, estavam conversando animadas quando o celular de Rose tocou. O semblante de Rose ao ver o nome do visor ficou estático, de boca aberta na verdade...
_O que foi Rose?
Rose virou o celular para Bella e sua reação não foi diferente...
_Não vai atender?
_Vou...É que eu não esperava por essa....
_Atende Rose!
Rose atendeu:
_Tânia que surpresa!
Disse tentando disfarçar...
_Rose preciso de ajuda...
A voz de Tânia era tremula, Rose colocou no viva-voz, e fez sinal para Bella ficar em silêncio...
_O que foi? Você parece nervosa....
_O meu marido, ele bateu na minha filha...ELE FEZ UMA PAUSA...Fui defende-la e ele me bateu, o desgraçado. Rose eu vou acabar com ele, pode ter certeza, só não sei como...
Rose olhou para Bella... Bella fez sinal para que ela continuasse a conversa e foi até o quarto...voltando em silêncio com Edward...Os dois se sentaram e continuaram observando a conversa....
_Tânia o que você pensa fazer? O que seu marido faz, trabalha em que....
_É exportador, tem muitas empresas...
_Sei! E é por isso que ele não dá mais atenção pra filha, nem pra você?
Tânia sorriu com tristeza lembrando da filha...
_Sim, por quê?
_Simples, quer acabar com ele? Pois então mexa onde dói de verdade, nas empresas, entregue os segredos dele ao inimigo, tenha certeza de uma coisa, todo homem poderoso tem um inimigo...
Edward e Bella sorriram e fizeram sinal de positivo para Rose...
_Inimigo dele?
_Sim Tânia, vai me dizer que seu marido não tem um inimigo?!
Tânia respirou fundo, ficou evidente no viva-voz...
_Tem sim, ele tem, inimigo mortal na verdade...
_Ok Tânia, e esse inimigo você conhece, tem acesso a ele?
Silêncio, Rose olhou para Edward e Bella, Edward fez sinal para ela esperar...
_Ele está preso Rose, não sei se consigo chegar até ele...
_Preso?
Rose fingiu surpresa...
_Sim, tem muitas coisas sobre meu marido que não posso contar, e isso inclui um inimigo mafioso...
_Ótimo Tânia, procura o cara...
_Rose ele está preso no FBI, preso não é a melhor denominação, parece que ele está ajudando o FBI contra o meu marido...
_Uau!
Disse Rose como se isso fosse algo surpreendente...
_Eu não deveria está contando isso, mas você é a única amiga que não conhece meu marido, sinto que posso confiar em você...
Rose riu...
_Pode sim. Não precisa me contar o que seu marido faz, embora pelo que me disse eu já deduzi, temos que pensar em você e em como chegar ao inimigo do seu marido. Tânia se você não se vingar dele, ele pode te matar, pelo jeito ele é perigoso...
_Sim, é muito perigoso...
_Pense na sua filha, ela sozinha sem você e um pai que não dá atenção e bate nela.
Tânia sorriu com tristeza...
_Você tem razão, vou acabar com ele antes que faça comigo...
_Tânia presta atenção você realmente me deixou preocupada, eu ajudo você. Se quiser claro, vou com você até o FBI, a gente pode tentar falar com o inimigo do seu marido, e você pede ajuda  a ele...
Outro silêncio...
Os três se entreolharam esperando a resposta de Tânia...
_Ok Rose, você está certa, vou procurar o Edward...
_Edward?
Rose segurou o riso fazendo sinal de positivo para Edward e Bella...
_Sim, esse é o nome do inimigo mortal do meu marido...ELA SORRIU...E ele é meu ex...
_Uau, isso vai ser divertido...
Bella fechou a cara pra Rose que riu...
_É acho que vai ser interessante...Quem sabe um segundo marido depois disso...
_Poxa! Você não brinca em serviço...
Tânia riu, já Bella estava de cara fechada...
_Quero acabar com meu marido Rose e tudo que é dele será meu, inclusive vou querer seu inimigo ao meu lado, quer melhor vingança do que essa?
Rose percebeu que Tânia realmente não era de brincadeira...
_Acho que não...
_Ok, venha até minha casa, amanhã vamos ao FBI...
Rose desligou o telefone e foi até Bella...
_Desculpa amiga, mas nós já sabíamos como era a Tânia.
_Tudo bem!
Disse Bella saindo em direção a sala. Edward e Rose foram atrás...
_Anjo, nós já conversamos, não é?
Perguntou Edward se ajoelhando a frente dela no sofá...
_Eu sei Edward, vamos ao plano então, quero ver Savage longe das nossas vidas....
Eles traçaram o plano e comunicaram a Sam, Rose entraria no FBI com Tânia como uma pessoa comum, e ninguém poderia se dirigir a ela...
_Preparada Tânia?
_Sim vamos logo...
As duas entraram, Sam as recebeu...
_Tânia Savage por essa eu não esperava...
_Olá agente Uley, pode ter certeza uma mulher traída e humilhada é pior que o chefe da máfia...
Sam riu...
_Pelo que eu estou vendo sim...
_Mas antes que ver Edward Cullen, só falo com ele, pois só confio nele...
Sam suspirou...e sorriu...
_Só com o Cullen?
_Sim, quando o Savage descobrir o que eu fiz vai me caçar, e só confio no Edward para me proteger a mim e minha filha...
Sam balanço a cabeça...
_Ok senhora Savage, vou leva-la até ele, mas será vendada e sua amiga não poderá ir...
Tânia olhou para Rose que sorriu...
_Tudo bem Tânia, eu vou esperar aqui...
_Certo, então vamos...
...
Pov. Edward
Bella abriu a porta do quarto, deu um meio sorriso, pela sua cara teríamos visitas...
_Sam esta vindo para cá...com a Tânia...
Fiz sinal e a chamei...
_Vem aqui anjo!
Ela veio em silêncio...
_Vai dar tudo certo, e quando ela chegar quero você ao meu lado, entendeu...
Bella assentiu e eu a beijei...

Continua...