quinta-feira, 5 de março de 2015

EM SUAS MÃOS! 39º CAPITULO



EM SUAS MÃOS!
39º CAPITULO!
Sonja bateu na porta do quarto de Tânia, ela praticamente a derrubou.
_Tânia abra logo essa porta, ou vou mandar alguém vir derrubá-la, e pode ter certeza que eu não estou brincando.
O grito de Sonja ecoou pela mansão, Ágata que estava na cozinha estremeceu e olhou para a filha que estava sentada bem a sua frente.
_Jéssica seja qual for o problema fique fora disso filha!
Jéssica piscou algumas vezes e sorriu para a mãe.
_Eu estou fora mãe não se preocupe. Esse assunto não é meu e nunca foi, não quero confusão e muito menos perder meu emprego.
Ágata conferia o cardápio do jantar, na verdade depois dos gritos vindos do andar de cima, ela não tinha certeza se haveria jantar naquela casa essa noite.  Depois deu uma longa olhada para Jéssica.
_Assim espero Jéssica.
De repente um grande silêncio ecoou pela casa, fazendo as duas estremecerem, enquanto lá em cima Tânia abria a porta.
_OK mamãe, agora vê se para de gritaria, acho que toda a cidade ouviu.
Disse Tânia com sarcasmo se sentando na cama, Sonja encarou a filha e balançou a cabeça.
_Você é patética e digna de pena Tânia, está longe de ser a filha inteligente e esperta. O que houve com a minha filha?
Tânia olhou para a mãe e em vez de raiva ela chorou.
_Ela morreu mamãe, Edward matou, ele acabou comigo. Fui trocada por uma aleijada, uma mulher que nem de pé e com saltos agulha pode andar.
Sonja balançou a cabeça novamente e depois bateu no rosto de Tânia, deixando-a incrédula com a atitude dela.
_Pare de choro! Deixe de ser covarde Tânia!
Então Sonja a puxou pelo braço, e a fez parar na frente do espelho.
_Agora olhe para você, uma mulher linda, encantadora, capa de fazer os homens se derreterem. A mesma mulher que teve Edward nas mãos, e pode voltar a ter, só precisa ser inteligente. Limpe essas lágrimas e arrume suas malas, você vai viajar e só vai voltar quando tiver passado essa fraqueza momentânea.
Tânia tentou argumentar, mas Sonja não deixou que ela continuasse.
_Quieta, você não está em condições de raciocinar, eu faço isso por você. Apenas viaje, só isso, o resto ficará para depois quando você voltar.
Dizendo isso Sonja saiu do quarto deixando Tânia sozinha.
&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
Edward e Bella saíram da casa de Reneé quase uma hora da manhã, ele sorriu olhando para ela que não resistiu e adormeceu no carro, ao chegarem em casa Edward a tirou do carro nos braços.
Delicadamente tirou suas roupas vestindo-a apenas com uma camisa de malha sua, Edward velou seu sono até que ele mesmo não conseguisse mais manter seus próprios olhos abertos.
Na manhã seguinte foi acordada por um café da manhã na cama e flores do campo, seus olhos brilharam com a surpresa.
_Edward que lindo, isso é perfeito.
_Você merece meu anjo, merece tudo e mais um pouco.
Ela sorriu e ele a serviu com suco de laranja e torradas crocantes.
_Assim vou ficar mal acostumada.
_Pois pode se acostumar meu anjo, se depender de mim todas as suas manhãs serão assim.
Ela riu.
_Por enquanto, pois em breve será você que ganhará café na cama.
Ele sorriu beijando a ponta do nariz dela, depois um selinho delicado em seus lábios.
_Estou ansioso por isso.
Os dois riram e tomaram o café juntos na cama, Edward tinha reuniões e pacientes para atender antes de Bella, então se apressou e se vestiu rápido.
_Venho buscar você anjo!
_Não precisa, vou sozinha!
_Não anjo, prefiro vir busca-la, podemos almoçar fora.
Bella sorriu.
_Ok, gostei da ideia, te espero.
_Ótimo!
Dizendo isso a beijou com devoção e saiu.
A manhã de ambos não demorou muito a passar, Edward cumpriu seus compromissos, pois a tarde era exclusividade da Bella, ela achava que isso era demais, afinal o tempo dele agora estava ocupado praticamente com ela. Bella se preocupava que isso atrapalhasse o trabalho dele, mas Edward a proibia de se preocupar.
Meio dia pontualmente ele chegou em casa, Bella estava vestindo um vestido de seda azul, Edward sorriu e a beijou longamente.
_Você está linda!
Disse interrompendo o beijo e a levando para o carro.
_Onde vamos?
Perguntou ela.
_Surpresa anjo!
Ela sorriu e ele a colocou no carro, Edward ligou o toca CD’s e colocou a música que eles dançaram no baile de formatura há quatro anos. Bella olhou pra ele emocionada e ele sorriu.
_Essa vai ser a primeira música que vamos dançar quando eu der alta a você.
Dizendo parou e a beijou com paixão.
Continua...

terça-feira, 3 de março de 2015

EM SUAS MÃOS! 38º CAPITULO



EM SUAS MÃOS!
38º CAPITULO
Emmet soltou Bella de seu abraço de urso, e parou diante da irmã, seus olhos estavam vermelhos e encharcados pelas lagrimas quentes que escorriam por seu rosto. Os dois se olharam intensamente e ela sorriu tocando o rosto do irmão limpando suas lagrimas.
_Obrigada por ter acreditado em mim, eu te amo meu irmão.
E mais um abraço, dessa vez mais longo, só interrompido por Rose que também exigia o dela.
_Posso abraçar minha amiga?
Disse ela entre lagrimas e acolhendo Bella em seus braços.
Edward sorriu se aproximando.
_Sei que todos querem um pedacinho da Bella, mas ela já fez esforço demais. Está na hora de sentar.
_O Dr. Cullen está certo, vamos devagar. Venha minha filha quero você perto de mim. Disse Reneé sorrindo, ela gosta de chamar Edward de Dr, acha divertido.
_O Dr. Cullen tem sempre razão!
Brincou Bella sentando-se com a ajuda zelosa de Emmet. A conversa estava animada e logo assunto era o casamento deles, Reneé feliz com a filha a seu lado, e Alice e Rose falando de decoração e festa. Emmet puxou Edward para um lado, era hora de agradecer ao amigo por tudo que ele estava fazendo.
_Edward quero agradecer a você, não sei nem o que dizer. Ver minha irmã andando e feliz assim. Eu sei que tem todo o esforço dela, mas sem você isso não teria sido possível. Obrigado, de verdade!
Edward balançou a cabeça negando.
_Não precisa me agradecer Emmet, o grande responsável aqui é você. Sua insistência, sua dedicação a Bella, nada seria possível sem a sua ajuda, ou melhor, sem sua teimosia.
Disse batendo no ombro do amigo e cunhado, os dois apertaram as mãos e riram juntos, Jasper se juntou a eles, enquanto as mulheres falavam de buques, bolos e vestidos, principalmente o da Bella que deviam ter a calda longa como disse Alice.
....
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
Tânia estava trancada no quarto desde a hora que chegara da clinica, sua mãe havia batido na porta seguidas vezes, mas nenhum resultado, ela estava inacessível.
_Droga, mas o que houve? Ela não me diz nada.
Disse e desceu, Jéssica estava entrando em casa quando foi abordada.
_Jéssica o que aconteceu na clinica do Edward hoje? Por que eu sei que a Tânia foi vê-lo, não negue.
Jéssica coçou a cabeça nervosa, ela não queria contar, não era sua vida nem seu assunto, pensou ela, e tentou se afastar sem responder, mas Sonja a impediu de passar.
_Sinto muito Jássica, mas você vai me responder sim, eu que sabe, então fale de uma vez, ou vou ter que por Ágata nesse assunto.
_Por favor, senhora Sonja, deixe minha mãe fora disso.
Sonja sorriu ironicamente.
_Deixarei, apenas fale o que quero saber.
Jéssica respirou fundo, ela não tinha outra saída, tinha medo do que Sonja pudesse fazer a sua mãe.
_Tudo bem! Ela procurou o Edward na clinica, eles conversaram e pelo visto não foi nada boa a conversa, pois ela saiu crispando ódio e chorando.
_Sei! E a aleijada estava lá?
Jéssica sorriu sem graça.
_Bem senhora Sonja, sim, estava, era a sessão dela e Tânia invadiu atrapalhando, Bella foi embora, mas logo depois da conversa o Edward desmarcou tudo e foi atrás dela. Sinto muito senhora, mas ele realmente ama essa garota, e mais uma coisinha, ela está se reabilitando e acho que o titulo de aleijada logo não se adequará a ela.
Disse Jéssica sorrindo por dentro, ela devia muito a família de Tânia, mas não suportava sua prepotência.
Sonja não respondeu e deixou Jéssica sozinha que pode enfim respirar aliviada.
Continua...

Capitulo pequeno, mas é uma previa do próximo, se preparem.

segunda-feira, 2 de março de 2015

sábado, 28 de fevereiro de 2015

EM SUAS MÃOS! 37º CAPITULO



EM SUAS MÃOS!
37º CAPITULO
Bella ficou pronta rapidamente, seu coração batia disparado, não sabia qual seria a reação de sua mãe ao vê-la em pé novamente, na verdade ela não poderia nem imaginar, afinal Reneé sofreu com ela durante quatro longos anos, com certeza o choro copioso faria parte de sua reação.
_Está pronta anjo?
Bella balançou a cabeça sorrindo, Edward a ajudou a levantar e a conduziu para a cadeira, mas ela olhou para ele encarando-o como se estivesse aborrecida.
_Cadeira, não!
Edward sorriu e a sentou ficando ele de joelhos a sua frente.
_Sim cadeira meu anjo! Você fez esforço demais, e como seu médico eu aconselho que faça o que estou pedindo. Nada de esforço, vamos com calma ok?
Bella cruzou os braços em cima do peito e como uma menina birrenta acenou com a cabeça.
_Ok! Respondeu ela ainda aborrecida, Edward tentou segurar o riso, pois ela fazia uma cara engraçada.
_Acho que mimei você demais! Falou ele conduzindo a cadeira até o carro, a colocou nos braços e sentou-a na cadeira do carona, Bella ainda mal olhava pra ele.
Ele riu e ligou o carro, colocou uma música suave e começou a cantarolar, não demorou muito tempo e Bella já estava sorrindo de novo.
_Anjo não se preocupe, logo vamos tirar essa cadeira de você, só mais um pouco de paciência.
_Eu sei, é que ficar de pé e dar meus primeiros passos me deixou ansiosa.
Edward soltou uma das mãos da direção e acariciou seu rosto.
_Isso logo vai acontecer, a fisioterapia não vai demorar, eu prometo.
_Eu sei, confio em você!
Os dois sorriram cumplices, e em menos de dez minutos estavam chegando a casa de Reneé, Edward parou o carro antes de entrar pelo grande portão branco, Bella respirou fundo, um filme passou rapidamente por sua cabeça, sua infância ali correndo pelo jardim, a adolescência e a saída para morar fora e fazer balé. Então soltou mais uma grande lufada de ar, “ balé”, seu maior sonho, voltar a dançar num palco e fazer o que ela faz de melhor. Mas antes ela tem uma dança especial e particular, para ele, Edward, o homem da sua vida, aquele lhe proporcionou o milagre de voltar a andar, Deus o havia colocado em sua vida, ela sabia disso.
Edward a tirou de seus pensamentos com um beijo em seu rosto.
_Pronta anjo, podemos entrar?
Bella sorriu, sentiu seu corpo tremer, o reencontro com sua família, seu pai estava viajando a negócios, só sua mãe e Emmet estavam em casa, e com certeza Rose estava com ele, os dois não se largam.
_Podemos sim, mas Edward eu não quero a cadeira, sei que não posso exagerar, mas se você me ajudar a caminhar até lá dentro não vai ser tão exaustivo.
Edward relutou um pouco, mas Alice que chegou segundos depois com Jasper bateu no ombro do amigo.
_Deixa Edward, depois ela senta, é só para que Reneé tenha a mesma surpresa que tivemos mais cedo.
Jasper acenou para o amigo concordando também.
_Alice tem razão Edward, só por alguns minutos.
Edward se deu por vencido e ajudou Bella a ficar de pé.
_Mas quero que me diga quando estiver cansada certo?
Bella sorriu como uma criança que ganha o brinquedo de sua vida.
_Vamos então anjo!
Disse ele enlaçando sua cintura, ela dava passos lentos, e um seguido do outro ainda arrastado, mas a sensação de estar de pé era incomparável.
Reneé estava sentada na sala de estar, folheava uma revista de fofocas, e ria ao ver as noticias escritas ali e pensava “o povo idiota, como alguém pode acreditar nisso?”. Ela estava despreocupadamente entretida e não se deu conta de quem estava entrando em sua casa até ouvir um pigarro e em seguida um cumprimento de voz doce!
_Mãe?!
Reneé ergueu os olhos e soltou a revista, respondeu a filha como de costume:
_Minha menina! Só então se deu conta da cena a sua frente, Bella de pé ao lado de Edward. No primeiro momento Reneé ficou estática, ela se viu dentro de um sonho, piscou algumas vezes para ter certeza, só então sentiu as lagrimas quentes escorrerem por seu rosto. Levou as mãos a boca, seu coração batia em disparado e na mesma proporção batia o coração de Bella.
Reneé deu passos longos quase correndo em direção a filha que já chorava olhando para a mãe que vinha até ela.
_Minha filhinha!
Essas foram as palavras de Reneé antes de abraçar Bella, as mesmas palavras que disse quando ela ainda um bebê deu seus primeiros passos. Edward se afastou um pouco, esse momento era apenas de mãe e filha, Alice e Jasper ficaram no canto da sala, observando a cena emocionados.
Reneé segurou o rosto de Bella depositando beijos e depois a olhou carinho.
_Ah Bella, como eu sonhei com esse dia!
Disse e abraçou a filha de novo, então olhou para Edward calorosamente.
_Eu devo tudo a você Edward, obrigada por trazer vida a minha filha de novo.
As lágrimas de Reneé se misturaram com seu sorriso de agradecimento e Edward retribuiu sorrindo de volta.
_Ela fez tudo Reneé, eu só ajudei.
_Você sabe que não foi só isso querido. Minha filha está feliz e o grande responsável é você.
_Ele sabe mamãe!
Os três riram.
_Acho melhor sentar anjo!
_Ok!
Bella obedeceu sorrindo e com a ajuda de Reneé sentou no sofá.
_Ela não pode se esforçar muito Reneé, ela andou hoje pela primeira vez, ainda precisa de sessões de fisioterapia entendeu?
Reneé riu.
_Sim Dr. Cullen, confio em suas prescrições médicas.
Disse Reneé rindo e depois olhou para Alice e Jasper ainda em pé.
_E vocês não vão sentar?
Eles riram e sentaram, Edward contou para Reneé como se daria o tratamento de agora em diante, eles conversavam animados quando Emmet e Rose entraram na sala.
_Hum, a casa está animada!
Disse Emmet sorrindo, então Reneé e Bella se entreolharam, afinal tudo aquilo também estava acontecendo pela insistência dele que nunca desistiu de ajudar a irmã, talvez de todos ali além do Edward, ele era o mais confiante na reabilitação dela.
Então sem dizer nada Bella com a ajuda de Edward que entendeu sua intenção a ajudou a ficar de pé. Bella sorriu para Emmet que sentia o nó se formando em sua garganta, ela então lentamente deu passos em direção ao irmão. Todos olhavam consternados e emocionados, Emmet olhava para irmã com os olhos brilhantes pelas lagrimas que escorriam por seu rosto.
E num abraço os irmãos se entregaram a emoção do sonho realizado.
Continua...


"...O QUE É PURO E VERDADEIRO FICA PARA SEMPRE..."



Guy Pearce fala sobre Robert e Kristen
"Eu acho que eles podiam ter ido através de um pequeno remendo áspero mas eu quero dizer que eles são ambos muito jovens e sábios o suficiente e eles já passaram por muitas coisas de modo que serem super super famosos numa escala tão grande tu tens de crescer muito rapidamente. Eu acho que eles estavam a falar um do outro, eu acho que eles são uma espécie de companheiros, na verdade, eu sei que eles ainda são companheiros.'' E ele acrescenta '' São alma gêmeas'' .

Fonte via Facebook por 
~~ByaahStewart


sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

PUTA QUE PARIU ROB!

DESISTO! OH VIDA!

IMAGEM VIA TWITTER.

MEUS DOIS AMORES!

DIGAM E FALEM O QUE QUISEREM,
DECIDAM E FAÇAM O QUE QUISEREM,
VIVAM SUAS VIDAS COMO QUISEREM...
MAS EU SEMPRE ESTAREI AQUI PARA MEUS DOIS GRANDES AMORES! SEMPRE!



 IMAGENS VIA TWITTER.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

HELLO BABY!

ANJO MEU!

FONTE


                    


                        
                         

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

ROB...NEW/OLD!



OK.. MAS NÃO PRECISO POSTAR A FÃ OU QUALQUER CRIATURA QUE EU NÃO CONHEÇO!
 KKKK, SÓ ME INTERESSA ELE.

IMAGEM VIA TWITTER